Paixão!

O que acontece quando a gente se apaixona?

Ou melhor, como é que nos apaixonamos?

Ás vezes parece ser algo impossível de acontecer

Como pode alguém invadir os nossos pensamentos desse jeito?

E essa sensação de frio na barriga toda vez que vê a pessoa?

Tem como evitar isso?

Por tantas vezes tentei não deixar meu coração se apaixonar

Sempre tentando não permitir alguém de entrar

Mas foi impossível segurar dessa vez!

Você apareceu de mansinho e simplesmente abriu um espaço

E agora eu não consigo mais evitar

Não tem como não pensar em você

Não tem como não sorrir quando te vejo

Não consigo conter esse frio na barriga toda vez que me encontro com você

E não tem como não ficar feliz quando sei que está pensando em mim!

Pois é, não consegui segurar dessa vez

Me apaixonei!

 

Escrito por Rebeca Garisto

 

Advertisements

Não consigo entender!

Ainda não consegui entender…

Como fui deixar isso acontecer?

Eu estava feliz sozinha

Estava vivendo a minha vida tranquila

O meu coração não acelerava por ninguém

Não havia interesse por alguém

E aí, você apareceu devagar

Se aproximou para me encontrar

O meu coração acelerou

Tudo ficou diferente

Você já se apaixonou?

Se sim, acredito que você me entende

Por que isso aconteceu quando a gente se encontrou?

Só sei que agora eu não consigo parar de pensar em você

Está até difícil de crer

Continuo sem entender

Como fui deixar meu coração se apaixonar por você?

Escrito por Rebeca Garisto

Tudo Mudou!

Às vezes parece ser meio bobo tudo isso que eu sinto!

Ver seu sorriso, poder te abraçar, já faz meu coração palpitar

E cada vez cresce mais a minha vontade de ter você por perto.

É estranho tudo isso pra quem não queria saber de ninguém

Pra quem já havia desistido de encontrar alguém

Que já tinha desistido do amor.

Agora, toda vez que penso em você, eu dou um sorriso.

Já começo a contar os dias para poder te ver

E a saudade começa a bater.

Não consigo explicar o que aconteceu

Só sei que tudo mudou quando você apareceu!

Escrito por Rebeca Garisto